A FEC e a UCM colaboram na investigação e formação

A Fundação Espanhola do Coração (FEC) e a Universidade Complutense de Madrid (UCM) assinaram um acordo, com o fim de somar esforços e estabelecer espaços de colaboração durante os próximos dois anos

O complexo caminho a percorrer na corrida contra o alzheimer

Segunda-feira 03.09.2018

Auscultando a obra literária de Gabriel García Márquez

Terça-feira 28.08.2018

95 por cento dos usuários da saúde privada mostra uma satisfação completa

Sexta-feira 31.08.2018

Este acordo responde ao interesse de ambas as entidades de potenciar a investigação médica, bem como uma formação especializada que permita uma maior prevenção de doenças cardiovasculares.

Durante os próximos dois anos, se desenvolvem, através de acordos específicos, diferentes acções com o objectivo comum de desenvolver a formação especializada, cooperar para o aconselhamento mútuo ou a terceiros e promover a investigação de doenças cardiovasculares, entre outros, informam ambas as entidades.

A FEC é uma entidade sem fins lucrativos, promovida pela Sociedade Espanhola de Cardiologia (SEC), cujos principais objectivos são a prevenção de doenças cardiovasculares através da educação sanitária da população, a difusão de hábitos de vida cardiosaludables e o estímulo e apoio do desenvolvimento da investigação cardiovascular em Portugal.

Por seu lado, a UCM tem entre seus objetivos o estabelecimento de relações acadêmicas, culturais e científicas com organizações públicas e privadas.

Ambas as entidades, com objetivos em parte coincidentes e complementares, decidiram assinar este acordo-quadro para cooperar na investigação cardiovascular e na formação médica especializada.

Com este acordo, a SEC e a UCM afirmam-se no interesse comum de agir e incidir na prevenção dos fatores de risco cardiovascular, bem como na melhoria da atenção a este tipo de pacientes.

A celebração da assinatura estiveram o presidente da FEC, doutor Leandro Praça; o secretário-geral da FEC, doutor Miguel Ángel García Fernández, e o decano da faculdade de Medicina da UCM, José Luis Álvarez – Sala Walther.

Para o doutor Plaza, “a união entre a FEC e a UCM se traduz na soma de esforços para a investigação médica e da docência especializada em relação às doenças cardiovasculares, uma vez que graças à formação, é possível uma melhora na detecção dos diferentes fatores de risco cardiovascular. Através deste acordo-quadro, esperamos desenvolver diferentes atividades que permitam melhorar a prevenção e o atendimento de pacientes cardiovasculares”.

A SEC conta com mais de 4.000 parceiros, entre cardiologistas e profissionais relacionados com as doenças cardiovasculares, espanhóis procedentes do âmbito europeu, latino-americano e internacional.

A FEC conta com mais de 4.000 membros, entre os quais se incluem os cardiologistas da SEC, profissionais de enfermagem em cardiologia, associações de pacientes, entidades privadas e parceiros particulares.

A UCM conta com cerca de 85.000 alunos anuais, 26 faculdades e 40 institutos universitários e centros de pesquisa.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply